• qui. dez 2nd, 2021

O custo do Plástico para o planeta e para o seu bolso

set 9, 2021

Poluição, aquecimento global, efeito estufa e tantas outras expressões similares e bem conhecidas de todos nós são fatalmente esquecidas ou abafadas. E qual a questão? Um problema tão grave e que a muito tempo está sendo ignorado pela sociedade como um todo está se tornando um elefante cada vez maior, mais caro e mais devastador. Os níveis de plástico em nosso planeta estão em níveis extremamente perigosos, assim o seu custo cai sobre a Terra e o seu bolso.

Então vem comigo que vou te explicar o que está acontecendo e o que devemos fazer urgentemente para mudar esse cenário.

Qual o problema da produção de plástico para o planeta?

Bom, à primeira vista podemos pensar que ao fazermos a nossa parte e jogarmos o plástico no lixo está tudo certo, ele será reciclado e pronto. Porém o problema é muito maior que isso, a verdade é que apenas uma fração do plástico é realmente reciclado. Não estou dizendo para parar de jogar o lixo no lixo, mas sim que: Há tanto lixo no mundo que simplesmente as politicas públicas não dão conta de recicla-lo como deveriam.

E essa situação faz com que todo o resto do plástico que não é reciclado vá para um aterro ou seja incinerado. Muito desse plástico que vai para aterros sanitários se decompõe em pequenas partículas conhecidas como microplásticos, que contaminam nossos alimentos, ar e água. Eles também se acumulam em nossos corpos e potencialmente aumentam o risco de inflamação crônica e outras doenças.

Além disso, o lixo que não vai parar no aterro acaba indo parar nos mares e rios e causa algo ainda mais grave do que os problemas que já conhecemos na natureza, como: Matar animais marinhos, contaminar os alimentos, causar enchentes e contribuir para as mudanças climáticas anormais e catastróficas.

A luz solar pode quebrar o plástico marinho em dezenas de milhares de compostos químicos, causando poluição em áreas muito maiores e profundas do que se imaginava.

Então a questão é que mesmo que coloquemos nosso lixo no lixo, o plástico ainda vai fazer muito mal ao seu corpo e ao planeta por muitos anos, até que se decomponha. Mas calma, já vou chegar a melhor solução para esse caso, mas antes ainda há mais malefícios do plástico a se falar.

Plástico versus seu bolso

O custo para a sociedade da poluição por plástico é maior do que o PIB da Índia. Afinal as indústrias de plásticos produzem muitos de seus produtos para um uso único e depois de jogados fora somos nós, os consumidores, que temos que pagar para limpá-los.

O plástico parece ser um material barato considerando o preço que pagamos por ele ao compra-lo, seja num pacotinho de algum biscoito, numa encomenda ou até mesmo para empresas que precisam deles para enviarem os seus pedidos. Mas o que fica de fora da conta é o custo total do imposto ao longo do ciclo de vida do plástico.

Mas uma pesquisa feita pela Fundação Ellen MacArthur, Universidade de Oxford, Universidade de Leeds e Common Seas nos ajuda a entender esse cálculo. Mostrando que até 2040 a poluição por plástico triplicará nos oceanos. Fazendo assim com que o custo líquido desse vazamento seja estimado em US$ 940 bilhões por ano para a contenção da poluição.

Desse modo fica claro que os custos gerados pela poluição por plásticos são cobrados da sociedade nos impostos que pagamos mensalmente. Então com a poluição cada vez maior, os impostos serão cada vez maiores, seja na conta da água, luz, alimentação, taxa de esgoto e tantas outras.

Qual a solução?

Nem tudo está perdido, lembrando que na pesquisa consta as projeções baseada nas condições atuais. Então uma vez que elas mudem, as projeções também mudarão.

Assim se os comerciantes de todos os tamanhos fizerem esforços ajudar a eliminar os subsídios aos combustíveis que estão levando a preços baixos do plástico primário e criarem mais apelo para alternativas de materiais naturais a diminuição da poluição por plástico será drástica.

Além do mais se cada um de nós optar cada vez menos por canudos plásticos, sacolas plásticas e tudo o que for de embalagem ou uso descartável e de plástico, contribuiremos para a diminuição da produção do plástico e por consequência na diminuição da poluição e dos impostos. Mas nunca deixe de jogar o lixo no lixo, por mais que a taxa de reciclagem seja menor do que imaginava, ela ainda ocorre e dessa forma menos lixo acaba no mar e menos animais morrendo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *