• qua. jun 29th, 2022

Bitcoin marca a pior queda das Criptomoedas

jun 17, 2022

Entre um sobe e desce sem fim das criptomoedas o fato é que esse mercado tão volátil está sendo arrastado com a inflação mundial. Após meses da pior baixa já registrada da Bitcoin desde o seu estouro, o mercado das criptomoedas dá sinais de recuperação, mas o que está acontecendo com as moedas virtuais, porque agora e ela pode se recuperar? É isso o que vamos descobrir no post de hoje.

Qual o cenário atual das Bitcoins?

Até o momento o Bitcoin está sendo avaliado em US$ 21.974. Ou seja, já caiu 25% apenas nos últimos cinco dias, esse valor é assombroso para a Bitcoin, pois é o menor valor em 18 meses. E o contraste fica ainda maior com o seu pico de quase US$ 70.000 em novembro. Por isso para quem vive desse mundo de criptomoedas esses números são alarmantes.

Qual a possível razão?

Alguns especialistas dizem que tal cenário se deve ao contexto global como um todo. Afinal, não é somente no meio das criptomoedas que as notícias não parecem boas. Como notícias de recessão cada vez mais comuns, inflação disparada em vários países e continentes, juros cada vez maiores e o custo de vida extremamente elevado, a economia como um todo está sofrendo.

Assim, não é de se espantar que os mercados de ação, imobiliários e de criptomoedas estejam tão frágeis e com riscos maiores do que o convencional.

E o resultado dessa situação é que mesmo os grandes investidores estão mais cuidados com seu dinheiro. E muitos investidores comuns ao redor do mundo, pessoas que investiam poucas contias comparadas aos gigantes, têm menos ainda para investir em qualquer coisa, inclusive em Bitcoins. Para muitos, um investimento em algo tão volátil e imprevisível quanto a criptomoeda se torna um risco muito grande nestes tempos.

Pois esse mercado não tem regulamentação e não é protegido pelas autoridades financeiras, portanto, quem estiver usando suas economias para investir nele e perder valor ou perder o acesso à sua carteira de criptomoedas, perde o seu dinheiro.

Mas por que as Bitcoins estão perdendo valor agora?

Há poucas semanas, duas moedas virtuais de cacife muito menor, porém ainda significativas, entraram em colapso e isso fez com que a confiança no mercado em geral ficasse abalada. Por isso muitas pessoas resolveram vender as suas criptomoedas.

E no universo das criptomoedas, quanto mais pessoas vendem, menos o Bitcoin vale. Porque o seu valor está atrelado à sua conveniência, a velha e conhecida oferta e demanda. E essa situação leva a um efeito dominó, pois gera de forma indireta de mais pessoas vendendo porque veem o valor caindo e o ciclo continua.

Ao contrário de outros ativos mais tradicionais, o Bitcoin não tem valor agregado para se sustentar.  O preço dele é apenas e puramente o que as pessoas estão dispostas a pagar por ele.

E é aí que fica assustador para as pessoas que possuem uma quantidade considerável de Bitcoins e que investiram muito nisso. E que assistem o mercado investidor começar a não querer mais comprar deles, pois quanto mais desistem de comprar, menos ela vale. Então a oferta começa a baratear e não tem nenhum limite que segure essa queda.

Um agravante…

Uma situação que agravou ainda mais a situação foi a gigante Binance (a maior exchange global de criptomoedas), pausou todas as retiradas de Bitcoin por algumas horas. Em nota disse que isso ocorreu por causa de “transação emperrada”.

E para piorar, um grande credor de criptomoedas fez o mesmo, alegando “condições extremas de mercado” em vez de dificuldades técnicas. E agora, a exchange Coinbase acaba de anunciar que está demitindo 18% dos seus funcionários.

Com todos esses acontecimentos é inevitável que os Investidores tenham se assustado e começado a vender ainda mais suas Bitcoins. É como se de repente você tivesse dinheiro no banco e não pudesse sacar o dinheiro. Com isso, o pânico tomou conta de muitos investidores.

A Bitcoin pode se recuperar?

Bom, para estabilizar a queda e as pessoas voltarem a se interessar em comprar Bitcoins. Quem ainda têm Bitcoin precisa segurá-lo e outras pessoas precisariam começar a comprá-lo novamente. Isso não seria uma surpresa.

Para tudo existem fãs inabaláveis e com as criptomoedas não é diferente. Tais fervorosos investidores de Bitcoin dizem que agora é um ótimo momento para compra-las, porque estão mais baratas e logo o jogo mudará. E é assim que esse jogo funciona.

Elon Musk é um dos assumidamente amantes das criptomoedas e sua empresa Tesla investiu US$ 1,5 bilhão em Bitcoin no ano passado. Mas os consultores de investimentos alertam para manter bastante cautela ao investir em Bitcoin.

A verdade é que esse mercado não está perto do fim, mas que uma queda significativa como a que o Bitcoin vem sofrendo não pode ser ignorada. Então podemos concluir que precaução é o nome do remédio para a crise no mundo das criptomoedas e por mais incerto que seja investir nele, a coragem, cautela e expectativa ainda norteiam esse caminho tumultuado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *